27 de maio de 2011

Café na caneca



Destaque para a caneca com representação dos "Lenços dos Namorados" - trabalho fofo das bordadeiras minhotas.  

26 de maio de 2011

23 de maio de 2011

Eca Bags

A partir do ano que vem, terei que comprar os sacos plásticos, ao invés de adquiri-los "gratuitamente" nos supermercados. Estava aqui matutando e não consegui entender a matemática da "consciência" ambiental. Se hoje eu gasto 100 sacos plásticos ("gratuitos") por mês para colocar meu lixo doméstico e, no ano que vem, gastarei, por mês, 100 sacos plásticos (comprados), qual é a diferença que isso vai fazer para a natureza? Deve haver alguma mensagem subliminar nisso tudo. Só pode ser!

O metal, o vidro e a borracha podem demorar mais do que o plástico para se decompor. Por que ninguém quer proibi-los? Não é preciso nem falar em outros materiais. Praticamente todas as embalagens dos produtos dos supermercados são de plástico. Será que o plástico das sacolas polui mais do que os outros? Não! Por que então essa agonia em proibir a distribuição desses sacos, que costumam ser quase 100% reutilizados?

Não aguento ir ao supermercado e assistir ao desfile daquelas senhoras com ares de superioridade, exibindo suas "ecobags" super estilosas para cima e para baixo. Queria ver se fossem sacos de batata. Com certeza, não encontraríamos essa quantidade de "defensoras do planeta" por aí. Tenho certeza que elas não foram ao mercado de bicicleta e também não dispensaram seu bom laquê para que ficassem bem "nos trinques", à altura da bolsa super fashion

Já ouvi gente dizendo que é uma questão de hábito, que antigamente ninguém usava sacolas de plástico e que, portanto, poderíamos voltar a viver sem. Não tenho dúvidas quanto a isso. Assim como não tenho dúvidas de que ninguém quer, DE FATO, voltar a viver como antigamente. Essa coisa toda de amaldiçoar as sacolas plásticas é mais uma dessas palhaçadas politicamente corretas que são repetidas exaustivamente e, o que é pior, cegamente pelos xiitas sustentáveis e pelos seguidores de tendência. 

Não vou nem falar sobre o destino que NÃO deve ser dado ao lixo, de modo geral, porque os leitores do blog são pessoas muito bem educadas. Quanto ao resto da população, só a educação resolve.

7 de maio de 2011

De mãe para filho, no Dia das Mães


From this moment

From this moment life has begun
From this moment you are the one
Right beside you is where I belong
From this moment on
From this moment I have been blessed
I live only for your happiness
And for your love I'd give my last breath
From this moment on
I give my hand to you with all my heart
I can't wait to live my life with you, I can't wait to start
You and I will never be apart
My dreams came true because of you
From this moment as long as I live
I will love you, I promise you this
There is nothing I wouldn't give
From this moment on
You're the reason I believe in love
And you're the answer to my prayers from up above
All we need is just the two of us
My dreams came true because of you
From this moment as long as I live
I will love you, I promise you this
There is nothing I wouldn't give
From this moment
I will love you as long as I live
From this moment on.

Esta música costuma ser associada ao amor entre um homem e uma mulher (ou não), mas eu acho que se encaixa perfeitamente ao amor de uma mãe para um filho. Aliás, se encaixa até mais. Não querendo desmerecer o poder que um amor entre homem (ou não) e mulher pode ter, esse amor todo aí de cima, só de mãe...

6 de maio de 2011

Piu!

 Pois é... e eu tenho que ficar calada porque, se eu falar, rótulos e deturpações cairão sobre mim.

"Com efeito, a ninguém é dado ignorar - ouso dizer - que estão surgindo, entre nós e em diversos países do mundo, ao lado da tradicional família patriarcal, de base patrimonial e constituída, predominantemente, para os fins de procriação, outras formas de convivência familiar, fundadas no afeto, e nas quais se valoriza, de forma particular, a busca da felicidade, o bem estar, o respeito e o desenvolvimento pessoal de seus integrantes." 
  Ricardo Lewandowski - Ministro do Supremo Tribunal Federal - em defesa da "união homoafetiva".

Cafezinho com Bombocado

5 de maio de 2011

Em ingrêix


Resolvi voltar a estudar inglês. Descobri que, após 6 anos completamente longe da língua, eu desaprendi quase tudo (com uma dose dramática do sangue lusitano que corre em minhas veias). É triste, mas é verdade. Para comemorar essa minha volta às aulas, colei aqui uma piadinha in English que copiei de um site:
54-year-old woman had a heart attack and was taken to the hospital. While on the operating table she had a near death experience.
Seeing God  she asked “Is my time up?” 
God said, “No, you have another 43 years, 2 months and 8 days to live .”
Upon recovery, the woman decided to stay in the hospital and have a face-lift, liposuction  and a tummy tuck [plástica de abmômen]. She even had someone come in and change her hair colour and brighten her teeth!
Since she had so much more time to live, she figured  she might as well make the most of it . After her last operation, she was released from the hospital.
While crossing the street on her way home, she was killed by an ambulance.
Arriving in front of God, she demanded , ”I thought you said I had another 43 years. Why didn’t you pull me from out of the path of the ambulance?“ 
God replied: “I didn’t recognize you!”

P.S.: aceito colegas de classe.
          comments in English are welcome.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...